Iluminação residencial

Iluminação da cozinha: dicas para ter um ambiente mais claro

Iluminação da cozinha: dicas para um ambiente bem iluminado

É fato: na hora de planejar a iluminação da cozinha, a atenção deve ser redobrada. Isso porque, além da tão desejada beleza, outros pontos devem ser considerados nesse cômodo, como a funcionalidade, o espaço para movimentação e a segurança.

Entretanto, um bom projeto de iluminação não precisa abrir mão do aconchego. Por isso, o primeiro passo para acertar na escolha da iluminação certa para sua cozinha é descobrir quais são suas verdadeiras necessidades.

Precisando de uma ajudinha? Então, confira as dicas sobre iluminação da cozinha que preparamos a seguir.

Luz branca x luz amarela: qual é a melhor para iluminação da cozinha?

Quando o assunto é iluminação da cozinha, é importante criar pontos de luz branca para garantir mais segurança para a execução de todo o tipo de tarefa, como limpar ou cortar alimentos.

No caso dos apartamentos pequenos, em que o ambiente também é utilizado para consumo das refeições, é possível dividir espaço com a luz amarela. Dessa forma, cada uma criará sua própria atmosfera: luz branca para o preparo dos alimentos, luz amarela para momentos de almoço ou jantar.

Para isso, a dica é ter uma iluminação principal e difusa no teto com tonalidade amarelada e pontos de luz branca específicos sobre balcões e debaixo dos armários. Esses pontos de luz podem ser feitos com spots ou fitas de LED, por exemplo.

Mas, atenção! Apesar de ser possível conciliar duas tonalidades de lâmpadas, é preciso que elas tenham temperatura aproximada para que o impacto visual não seja tão grande.

5 ideias de iluminação para cozinha

Considerando os pontos mais importantes para uma boa iluminação da cozinha, reunimos dicas que deixarão esse cômodo do jeitinho que você precisa: seguro, confortável, funcional e muito bonito! Confira!

Explore a iluminação natural

Antes de planejar a iluminação de qualquer ambiente, é preciso explorar ao máximo a iluminação natural do espaço. Assim, além de economia de energia, é possível garantir um ambiente mais iluminado e arejado.

Apenas depois de identificar as lacunas da iluminação natural, é possível definir a melhor maneira para introduzir iluminação com lâmpadas, arandelas, spots de luz ou fitas de LED.

Tenha mais de uma fonte de luz

Essa tem sido a aposta da maior parte dos projetos de iluminação atuais: ter uma iluminação difusa principal para garantir a claridade geral do ambiente e apostar em pontos de luz direcionada para valorizar a decoração.

Na iluminação da cozinha, esses pontos de luz têm um papel ainda mais fundamental, pois ajudam a manusear objetos e alimentos com mais precisão. Geralmente, as luminárias direcionadas podem ser posicionadas nas paredes, nas bancadas ou nos armários, por exemplo. 

Iluminação embutida no teto com spots

É inquestionável o quanto um spot valoriza a decoração de uma cozinha e torna todo o projeto mais elegante e moderno. Mas, além disso, eles também podem contribuir — e muito — para a iluminação do cômodo.

Isso porque o uso de luz centralizada pode gerar sombra no ambiente e atrapalhar o dia a dia das pessoas. Já os spots de luz embutidos no teto garantem um espaço 100% iluminado.

Para isso, é possível encontrar modelos de spots com diversas potências, tonalidades, com lâmpadas duplas ou triplas e muito mais.

Iluminação embutida no teto da cozinha com spots
Iluminação embutida no teto da cozinha com spots. Foto/Reprodução: Pro Remodeler.

Pendentes sobre ilhas ou bancadas

Em suas pesquisas de ideias para iluminação de cozinha surgiu o nome “pendentes”? Pendentes são luminárias que descem do teto por meio de fios elétricos ou cabos. Geralmente, eles são utilizados sobre bancadas, mesas ou ilhas. 

Além de clarear, os pendentes servem também para dividir ambientes de conceito aberto. Precisa de iluminação para cozinha americana? A luz direcionada dos pendentes pode ajudar a limitar o espaço e trazer muito aconchego para a hora das refeições.

Uma dica para quem adora cozinhar é evitar modelos de pendente com acabamentos em tecido, porque podem acumular gordura ou fumaça. Nesses casos, as opções com tampas e cúpulas são as mais apropriadas.

Além disso, é importante que o pendente tenha tamanho proporcional ao espaço no qual deseja instalá-lo. Em resumo, é preciso respeitar uma distância mínima de 1 metro entre o pendente e a bancada.

Os pendentes sobre a bancada ajudam a criar uma iluminação direcionada
Os pendentes sobre a bancada ajudam a criar uma iluminação direcionada. Foto/Reprodução: Squarespace.

Fitas de LED para iluminar armários e prateleiras

As fitas de LED são, hoje, as queridinhas da decoração mesmo nos projetos de iluminação mais simples. Os motivos são vários: economia, praticidade, fácil instalação e, claro, iluminação eficiente.

Na iluminação da cozinha, o mais comum é que ela seja instalada na parte de baixo de armários e prateleiras para ajudar na hora de manusear os alimentos na bancada. Entretanto, cada vez mais vemos uma tendência de usar as fitas de LED dentro dos móveis para ajudar a localizar utensílios.

As fitas de LED sob os armários ajudam a iluminar e criar profundidade
As fitas de LED sob os armários ajudam a iluminar e criar profundidade. Foto/Reprodução: Elemental LED.

Iluminação para cozinha pequena: como fazer o ambiente parecer maior? 

A iluminação para cozinha pequena requer um projeto, mesmo que apenas no papel, feito de forma simples. Rascunhe, desenhe, considere as diversas possibilidades: luz natural, spots, arandelas, fitas de LED.

Uma ideia é separar o cômodo, em linhas imaginárias – ou no papel – de acordo com a função: espaço para cozinhar, espaço para receber, espaço para as refeições. 

De maneira geral, existem algumas regras simples de iluminação que podem ajudar a fazer com que o ambiente pareça maior do que realmente é. Uma das principais dicas nesse sentido é: cores claras ampliam ambientes; escuras, diminuem.

Por isso, se você tem um espaço muito pequeno, o ideal é apostar em cores claras na parede e compor a iluminação com lâmpadas de luz branca, como as fluorescentes ou de LED

Outro ponto de atenção é o tamanho de lustres, luminárias ou pendentes. Qualquer um desses itens de iluminação também deve ser proporcional. Para trazer a sensação de ampliação do espaço, a melhor opção é que a iluminação da cozinha use principalmente spots de luz embutidos, arandelas ou pequenas luminárias.

Por fim, uma dica de ouro é criar linhas horizontais com a iluminação, como é o caso das fitas de LED, pois elas ajudam a criar profundidade no espaço.
Viu só como você pode criar facilmente a iluminação da cozinha dos seus sonhos? Então, não perca mais tempo! Conheça a linha completa de iluminação da Dimensional e mãos à obra!

Autor deste artigo

Empresa multinacional brasileira de venda e distribuição de Materiais Elétricos, Equipamento de Segurança, Infraestrutura de Rede, CFTV, Serviços Industriais, Automação e Iluminação que atende em todo o Brasil.
Leia também
IluminaçãoIluminação residencial

O que é uma arandela e como usá-la na decoração?

IluminaçãoIluminação residencialMaterial elétrico

Ideias de iluminação para apartamento pequeno

IluminaçãoIluminação residencial

Ideias de iluminação para o seu Home Office

IluminaçãoIluminação residencial

O que é temperatura de cor de uma lâmpada e como escolher?