Segurança do Trabalho e Epis

SST: porque a Saúde e Segurança no Trabalho é tão importante?

Preservar a integridade física dos colaboradores e fazer com que eles se sintam seguros e confiantes ao exercer suas atividades deve ser uma preocupação e prioridade de qualquer empresa. Para isso, existe a Saúde e Segurança no Trabalho (SST).

Para cumprir essa tarefa, é preciso seguir à risca diversas leis, normas, uso correto dos EPIs e uma série de ações com foco na prevenção de acidentes. E a melhor forma de fazer isso é ter uma equipe focada em SST.

Se você quer saber mais sobre o assunto, continue a leitura! No artigo de hoje, vamos falar mais sobre a importância de investir em profissionais de Saúde e Segurança no Trabalho. Confira!

Por que a Saúde e Segurança do Trabalho é importante para as empresas?

As pessoas passam cada vez mais tempo em seus trabalhos, consequentemente estão cada vez mais expostas a diversos riscos e ameaças. Esse é o principal motivo pelo qual o programa de Saúde e Segurança no Trabalho é tão importante: tornar o ambiente de trabalho mais seguro. 

Caso contrário, a empresa estará suscetível a lidar com prejuízos que podem custar muito caro para o bolso e reputação da organização. Entre eles estão:

  • Multas por não seguir as NRs;
  • Pagamento de indenizações e licenças médicas;
  • Danos a equipamentos;
  • Aumento do sinistro do plano de saúde;
  • Diminuição do engajamento e motivação da equipe;
  • Prejuízo à imagem da empresa.

A melhor forma de evitar tudo isso é investir em uma equipe de SST. Por meio de diversas ações, ela irá se certificar que a empresa cumpra todas as exigências determinadas, reduzir riscos e diminuir custos que a empresa pode ter em caso de acidentes ocupacionais.

Quais os benefícios da Saúde e Segurança do Trabalho para a empresa?

Se mesmo após ler o tópico anterior, você ainda não estiver convencido de como é importante implementar uma equipe de Saúde e Segurança do Trabalho dentro da empresa, nós vamos te apresentar outras vantagens desse setor:

Aumento da organização

Ao se preocupar com a Saúde e Segurança do Trabalho, a organização passa a focar em detalhes e processos mais complexos para atender todos os requisitos estabelecidos. Consequentemente, ela acaba se tornando mais organizada para que tudo saia dentro do planejado.

Redução de custos

Acidentes de trabalho e doenças ocupacionais geram custos em diversas esferas: afastamento, diminuição da equipe, possibilidade de indenização etc. 

Uma empresa preocupada em manter seus ambientes mais seguros consegue diminuir — e muito — o índice desses acontecimentos. Dessa forma, ela evita também os prejuízos com a queda da produção, indenizações, contratação de profissionais temporários e outros custos extras.

Aumento da produtividade e faturamento

Implementar uma boa gestão de Saúde e Segurança do Trabalho faz com que haja menos acidentes. Dessa forma, há um menor índice de interrupção de atividades, e consequentemente, um aumento na produtividade e no faturamento da empresa.

Cumprimento da legislação

Toda empresa precisa seguir diversas normas de segurança a fim de evitar multas. Investir em um departamento especializado em SST é ter a certeza de que a organização estará de acordo com a legislação local e livre de qualquer penalização por parte do Governo.

O que é o SESMET?

SESMET é a sigla para Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. O termo foi criado em 1967, a partir do Decreto nº 229 e, posteriormente, pela Portaria nº 3.237/1972. 

No geral, são os profissionais que atuam dentro das empresas na área da saúde, desempenhando ações preventivas para proteção de todos os colaboradores quanto a acidentes de trabalho ou doenças ocupacionais

Na Constituição Brasileira, o SESMET, assim como outras iniciativas de Saúde e Segurança do Trabalho, é regulamentado pela NR4. A Lei mostra que o serviço deve ser implementado nas empresas seguindo os graus de risco que elas oferecem para reduzir o número de acidentes sofridos no ambiente de trabalho.

Toda empresa precisa do SESMET?

Toda a empresa deveria ter uma equipe de SESMET para proporcionar um ambiente seguro para os colaboradores, mas nem toda empresa é obrigada a ter. Essa obrigação é apenas para organizações com mais de 100 funcionários.

Quem deve fazer parte da equipe do SESMET?

Seja qual for a atuação da empresa, os colaboradores estão expostos a diversos tipos e graus de risco. Por isso, a equipe do SESMET deve ser multidisciplinar:

  • Auxiliar de Enfermagem do Trabalho: com certificado de conclusão em curso de qualificação de auxiliar de enfermagem do trabalho.
  • Técnico de Segurança do Trabalho: com formação técnica em Segurança do Trabalho e registro do MTE. 
  • Engenheiro de Segurança do Trabalho: com formação em Engenharia ou Arquitetura e pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho.
  • Médico do Trabalho: com formação em medicina e pós-graduado em Medicina do Trabalho.
  • Enfermeiro do Trabalho: com graduação em Enfermagem e pós-graduação em Enfermagem do Trabalho.

Agora que você já entendeu sobre a importância de um time especializado em Saúde e Segurança do Trabalho, que tal começar a investir mais na sua empresa e nos seus colaboradores?

Nós estamos aqui para ajudar você a manter sua equipe segura com EPIs de alta qualidade. Fale agora com um de nossos especialistas para conhecer a melhor solução para a sua empresa!

Autor deste artigo

Empresa multinacional brasileira de venda e distribuição de Materiais Elétricos, Equipamento de Segurança, Infraestrutura de Rede, CFTV, Serviços Industriais, Automação e Iluminação que atende em todo o Brasil.
Leia também
Segurança do Trabalho e Epis

Dimensional: Delivery Machine + Sistema Alianza

Segurança do Trabalho e Epis

Como fazer bloqueio e sinalização de segurança para máquinas energizadas?

Segurança do Trabalho e Epis

Grau de Risco na Segurança do Trabalho: Quais Riscos os Colaboradores Podem Estar Sujeitos?

LojasSegurança do Trabalho e Epis

Conheças as soluções da Dimensional para a sua empresa